A função da contabilidade é prover cada usuário de informação útil para a tomada de decisões económicas.
Como um sistema de informação, a contabilidade regista e processa dados, produzindo relatórios e demonstrações contábeis que são colocados à disposição dos usuários internos e externos à entidade. É importante delinear o tipo e a qualidade da informação que a contabilidade deve estar em condições de fornecer a vários grupos de pessoas interessadas, cujos interesses nem sempre são coincidentes, embora não se chegue ao exagero de afirmar
que sejam conflitantes.
Os responsáveis pela condução dos negócios de uma organização são os usuários mais interessados na informação contábil. O interesse nos dados contábeis destas pessoas atinge um grau de profundidade e análise, bem como frequência, muito maior do que para os demais grupos de usuários. Para agir no futuro não é suficiente saber o que ocorreu no passado, mas é necessário saber o que está a acontecer no presente. Por isso, os relatórios destinados aos tomadores de decisão não se limitam ao Balanço Patrimonial e a Demonstração de Resultados, mas um fluxo contínuo de informações sobre os mais variados aspectos da gestão financeira e económica das empresas. As informações devem atender às necessidades desses usuários apresentando respostas para questões como:
a) Houve diminuição de lucros em função da redução nas vendas?
b) Os custos se elevaram?
c) Quais os produtos mais lucrativos?
Entre as vantagens que as informações contábeis oferecem, a principal é a de auxiliá-los no processo decisório. Nesse contexto, a contabilidade pode favorecer a redução das incertezas existentes. Pode também ajudar a verificar se as decisões tomadas no passado foram correctas, promovendo o aprendizado por meio do exame dos erros cometidos.