A eficiência e a eficácia promovem a excelência na boa gestão e na produção de bens e serviços nas empresas. No caso, a eficiência ou rendimento refere-se à relação entre os resultados obtidos e os recursos empregados. Já eficácia refere-se à coisa certa, o resultado, o objectivo e aquilo que se faz, isto é, a sua missão.

Existem diversos tipos de eficiência, que se aplicam em a áreas diferentes do conhecimento. Por exemplo, em administração, eficiência significa capacidade de um administrador para conseguir produtos mais elevados em relação aos insumos necessários para os obter. A capacidade de “fazer as coisas certas”. A eficiência representa uma medida segundo a qual os recursos são convertidos em resultados de forma mais económica. Em física e em engenharia, define-se eficiência como sendo a relação entre a energia fornecida a um sistema e a energia produzida pelo sistema. A eficiência de um processo é definida como a quantidade de trabalho útil produzido no processo. Em física, é vista como a quantidade de energia oferecida ao sistema. Num sistema fechado, a eficiência não pode exceder 100 por cento.

Em economia, é um termo genérico dado aos valores determinados para uma dada situação, visando estimar a quantidade de desperdício ou “atrito” presentes no quadro analisado; o equilíbrio na economia, a livre iniciativa do governo tanto para os produtores como para os vendedores. Eficiência pressupõe que na produção de qualquer bem se utilizem o mínimo de recursos, aos mais baixos custos, tendo por objectivo alcançar o mais alto nível de bem-estar social dada uma determinada estrutura de valores.

Interligação
A eficácia e a eficiência estão interligadas. Em gestão, não se pode falar de uma sem a outra, apesar da sua diferença em termos de conceito. Elas, sobretudo no campo de administração, apresentam algumas diferenciações de sentido. Empregar esta ou aquela palavra depende tão somente da nossa competência linguística, tendo em vista que a semântica representa um factor preponderante que incidirá no aspecto negativo ou positivo decorrente de tal procedimento. Dessa forma, eficácia e eficiência são palavras que quotidianamente rondam o universo de muitos usuários, por vezes consideradas sinónimas uma da outra. O facto é que, mesmo sendo consideradas como tal, não existem sinónimos perfeitos, pois normalmente apresentam diferenciações.
Imagine uma meta a cumprir mediante as tarefas que desempenha no seu ambiente de trabalho. Caso as cumpra na totalidade, significa que houve eficácia, visto que ela resulta do alcance dos objectivos propostos, em executar algo de acordo com o determinado.

Significado para gestores
Para os gestores, ser eficaz é cumprir com todas as obrigações sem que haja qualquer contratempo, seja ele financeiro, relacionado ao tempo, seja ligado a vários outros aspectos. Podemos dizer que a pessoa eficiente vai além daquela que se mostrou eficaz, executando tudo na mais perfeita ordem, sem falhas. Portanto, há algumas distinções entre essas palavras, isto é, ora podemos ser eficazes, mas não tão eficientes; ora podemos ser eficazes e eficientes ao mesmo tempo. A eficiência é fazer certo, por meio de todos os elementos para se atingir um resultado, na actividade, ou naquilo que se faz. E a eficácia vai então ser a coisa certa, o resultado, o objectivo, ou naquilo para que se faz uma terminada coisa, isto é, a sua missão.