O património é o conjunto de bens, direitos e obrigações de uma entidade, sendo que os bens e direitos são valores positivos e as obrigações representam valores negativos, abrangendo assim, tudo aquilo que a pessoa tem ( bens e direitos) e tudo que a pessoa deve ( obrigações).
1- BEM - É qualquer coisa susceptível de avaliação económica. É a utilidade que dá ao bem, valor económico, pois que é indesejável não sendo útil e sem valor de troca. Além disso, é preciso que o bem seja apropriável, isto é, que possa ser propriedade de alguém. Se o bem não for apropriável não poderá ser permutado.
Os bens classificam-se em duas espécies: Imóveis e móveis. São bens imóveis aqueles que não possam ser deslocados do seu lugar natural sem dano, aqueles que possam ser incorporados ao solo, tais como: terrenos, prédios e árvores. E são bens móveis os que podem ser objecto de remoção sem dano, por força própria ou alheia, como: animais, dinheiro, equipamentos, máquinas e mercadorias.
Existem outras classificações, como aquela que divide os bens em materiais e imateriais, ou corpóreos e incorpóreos, ou ainda tangíveis e intangíveis.
2- DIREITOS - São bens que nos pertencem, mas estão sob posse de terceiros. No sentido contábil, são créditos a receber de terceiros, sendo os exemplos mais práticos: contas a receber por vendas a prazo, dinheiro aplicado em instituições bancárias, renda fixa resultante de aquisição de títulos de crédito e cheque nominativo ou ao portador referente a serviços prestados.
Observe-se que ao nascer um direito para uma pessoa, surge uma obrigação para outra, decorrente desse direito.
3- OBRIGAÇÔES - São dívidas ou compromissos para com terceiros, tais como: impostos a recolher, duplicatas a pagar, empréstimos bancários a honrar e contas mensais de serviços adquiridos ( energia eléctrica e telefone). CC