Os nichos de mercado são segmentos ou públicos cujas necessidades particulares são pouco exploradas ou inexistentes. A estratégia de aproveitamento de nichos está justamente na identificação das bases de segmentação que, quando explorados, representam o diferencial ou vantagem competitiva à empresa ou pessoa.
Ocupando pequenos nichos de mercado, pequenas e médias empresas desenvolvem os recursos para manter uma posição saudável no mercado através da contínua perseverança e dedicação em atender os seus consumidores melhor que outras empresas, por buscar e compreender as necessidades do seu público].
Para desenvolver uma estratégia de nicho é preciso que haja efectiva oportunidade de mercado e de potencialidades exploratórias da empresa tanto quanto o efectivo desempenho no sentido de aproveitá-la da melhor forma possível. A existência de oportunidades de mercado decorre do ambiente de marketing, das características dos clientes, ou das acções
ou ausência dos concorrentes.
As potencialidades necessárias da empresa requerem desde a sua capacidade de identificar as oportunidades até a disponibilidade de recursos e capacitações administrativas, tecnológicas, produtivas, mercadológicas, financeiras e outras que lhe possibilitam explorar tais oportunidades.
Deste modo, a estratégia de nicho vai depender do efectivo desempenho da empresa, no sentido de se ajustar de forma adequada ao consumidor-cliente estruturado em sólidas bases no planeamento do negócio e
no posicionamento do mercado.
Um nicho de mercado é um termo de marketing usado para se referir a uma parte de um segmento de mercado em que os indivíduos possuem características e necessidades homogéneas, e os últimos são não totalmente cobertos pelo geral oferta do mercado. Em geral, um nicho de mercado tem as seguintes características. É a fracção de um segmento de mercado: ou seja, cada nicho apresenta algumas peculiaridades que os distinguem do segmento como um todo.