A CTRL-labs, de Nova Iorque, é dona de uma tecnologia de interface neural, com a capacidade das pessoas se comunicarem com computadores usando
sinais cerebrais.
O Facebook quer saber o que se passa dentro da sua cabeça. Ou quase isso: nesta semana, a empresa de Mark Zuckerberg anunciou a aquisição da CTRL-labs, uma startup que está a explorar maneiras de as pessoas se comunicarem com computadores usando sinais cerebrais.
O anúncio foi feito pelo vice-presidente da divisão de Realidade Virtual e Realidade Aumentada do Facebook, Andrew Bosworth. No texto, Bosworth não revelou valores, mas segundo informações da imprensa americana, o acordo é avaliado entre 500 milhões e um bilião de dólares. A equipa da CTRL-labs vai se juntar à equipa de pesquisa das áreas de RV e RA do Facebook, o Facebook Reality Labs.
Ainda não foi definido se a equipa da CTRL-labs permanecerá no seu escritório em Nova Iorque ou se a equipa vai se mudar para alguma das sedes do Facebook Reality Labs- A principal área de pesquisa da empresa fica em Redmond, no Estado de Washington, onde também estão a matriz da Microsoft e o escritório americano da Nintendo.
O Facebook disse que pretende usar a tecnologia de interface neural da CTRL-labs no desenvolvimento de uma pulseira que se conecta a outros dispositivos de forma intuitiva.“A visão para este trabalho é uma pulseira que permite que as pessoas controlem estímulos.