A gestão e manutenção de infra-estruturas desportivas no país devem ser um compromisso de todos os angolanos e não exclusivamente do Ministério da Juventude e Desportos, disse esta semana, em Lunda, a titular do pelouro, Ana Paula do Sacramento Neto. A ministra discursava no fórum nacional sobre modelos de gestão e manutenção de infra-estruturas juvenis e desportivas, que juntou, no Memorial Agostinho Neto, agentes desportivos e vice-governadores provinciais, dando ênfase aos principais imóveis construídos nos últimos dez anos, nos quais realizaram-se eventos de nível continental e mundial. Sublinhou tratar-se de um compromisso que deve ser abraçado por todos, razão pela qual conta com a prestimosa colaboração de outros departamentos ministeriais, agentes do sistema desportivo, especialistas de diversas áreas e líderes juvenis. Enumerou os pavilhões construídos pelo Estado angolano nos últimos anos que permitiram a realização de importantes eventos no país, com realce para o Afrobasket2007, CAN 2008 de Andebol, CAN 2010 em Futebol e o Campeonato do Mundo de Hóquei em Patins 2013. Segundo a ministra, após estes eventos foi observado um período de degradação paulatina das referidas infra-estruturas, muitas das quais vandalizadas e desprovidas de instrumentos que regulem a sua gestão, manutenção e conservação. Referiu que a preocupação é igualmente extensiva às infra-estruturas juvenis, cujo quadro exige acções proactivas que correspondam às expectativas da sociedade e da juventude, em particular.