O júri da sexta edição dos Prémios Sírius da Deloitte, presidido por Manuel Nunes Júnior e do qual fazem parte outros gestores como Henda Inglês, José Severino, Laurinda Hoygaard, Manuel Alves Monteiro e Vera Daves, acaba de revelar, esta semana, a lista de nomeados aos prémios edição 2016.
A excelência, o talento e as boas práticas voltam a ser, assim, distinguidas numa gala que terá lugar no dia 24 de Novembro, no hotel Epic Sana, em Luanda.
Esta sexta edição conta com uma nova categoria, no caso, o Prémio de Melhor Empresa Exportadora. Um prémio que visa reconhecer o projecto de investimento que, pela sua qualidade, impacto e relevância, seja pela criação de emprego e contributo para a balança comercial nacional e diversificação da economia, mais se distinguiu.

Categorias do prémio
As restantes categorias incluem os prémios de melhores empresas e relatórios do sector Financeiro, Não Financeiro, Gestor do Ano, Programa de Responsabilidade Social, de Desenvolvimento do Capital Humano, Empreendedor do Ano e Investimento Directo Estrangeiro

Nomeados de 2016
Estão nomeados para esta sexta edição dos Prémios Sírius 2016, por exemplo, para o prémio Melhor Empresa do Sector Financeiro: BCH, Banco
Caixa Angola, BFA, Banco BIC. Para melhor Empresa do Sector Não Financeiro estão a Biocom, Cuca, Griner, Grupo Diside, Omatapalo,
Refriango, Unitel e Zahara.
No prémio Melhor Relatório e Contas do Sector Financeiro está o BAI, Banco BIC, Banco Caixa Angola, BFA, Banco Keve, Nossa Seguros e Standard Bank Angola. No que toca ao prémio Melhor Relatório e Contas do Sector Não Financeiro está a Epal, Griner Omatapalo, Sociedade Mineira de Catoca e no prémio Gestor do Ano David Viela – GE Angola, José de Lima Massano – BAI, Manuel Monteiro – Fertiangola, Mário Palhares – BNI, Rui Cruz – Imogestin e Rui Santos – Sistec.
Já no prémio Melhor Programa de Responsabilidade Social está o BFA, Biocom, BP, Chevron, Endiama, Total e Unitel, entre outros.