A Volkswagen e Ford Motor revelaram este mês uma aliança que combina forças em veículos comerciais e provavelmente vai ser ampliada na área de desenvolvimento conjunto de veículos eléctricos e tecnologia de direcção autónoma, em estratégia para ajudar as empresas a economizarem bilhões de dólares.
As duas multinacionais anunciaram a parceria durante o salão do automóvel de Detroit, disse o presidente-executivo do grupo alemão, Herbert Diess, a jornalistas esta semana.
As fabricantes nos últimos meses vinham discutindo cooperação em vans e outros veículos comerciais e tinham afirmado que qualquer aliança ampliada não envolveria uma fusão ou participações accionárias.
Os termos do acordo incluem combinação de recursos em direcção autónoma e investimento da Volkswagen nesta área da Ford. Enquanto isso, a Ford deverá licenciar a plataforma de veículos eléctricos da Volkswagen, conhecida como MEB, disseram fontes. Diess confirmou no salão que a aliança vai permitir à Volkswagen acessar a plataforma de
picape média Ranger da Ford.
A aliança com a Volkswagen é uma grande aposta para o presidente-executivo da Ford, Jim Hackett, desde que assumiu o comando da montadora em Maio de 2017 no lugar de Mark Fields, com mandato para acelerar o processo decisório da empresa e cortar custos. Alguns analistas e investidores têm se mostrado frustrados com o preço da acção da Ford e sentem falta de detalhes sobre o plano de 11 bilhões de dólares de Hackett para a reestruturação da montadora norte-americana.
Na semana passada, a Ford anunciou que vai cortar milhares de empregos, descontinuar veículos que não geram retorno e fechar fábricas como parte de esforços para recuperar a lucratividade das operações do grupo na Europa.