A falta de recursos financeiros é o principal motivo da paralisação das obras de construção e instalação da mini-hídrica, no município de Chicomba, província da Huíla, informou o governador provincial da Huíla,João Maracelino Tyipinge.
O governador que prestou a informação ao JE, revelou que as obras, já iniciadas, estão paralisadas porque o governo local está à espera de recursos financeiros para dar sequência aos trabalhos.
“O empreiteiro está disposto em continuar com a obra, que está condicionada ao transporte de equipamentos que estão no exterior do país”, informou.
A conclusão das obras de instalação do projecto eléctrico de Chicomba vai proporcionar ganhos enormes para esta região, potencialmente agrícola.
O projecto da reabilitação da micro-turbina, iniciado em 2015, ficou orçado em 200 milhões de kwanzas, no âmbito do Programa de Investimentos Públicos (PIP), cuja capacidade é de gerar 300 quilowatts.

Canal de irrigação
Além de fornecer energia eléctrica, o projecto também vai beneficiar a população que prática da agricultura. O canal de irrigação vai beneficiarda água do rio Cuvunje.
“Existe um canal de irrigação que vai beneficiar de água proveniente do rio Cunje”, garantiu João Marcelino Tyipinge, tendo acrescentado que o canal de rega já funcionou no passado, até alturaem que a barragem cedeu.
“Chicomba é um município potencialmente agrícola e não pode ficar a margem dos programas que visam proporcionar melhor qualidade de vida da população, combatendo à fome e à pobreza”, sublinhou.
Segundo o governador provincia, a conclusão da mini-hídrica de Chicomba, o fornecimento de água e energia poderá gerar e facilitar o surgimento de pequenas indústrias de transformação de produtos agrícolas, medida que poderá incentivar a actividade agro-industrial no município.
Para ele, a indústria desempenha um factor importante no desenvolvimento sustentável do município e na redução das assimetrias regionais, um dos grandes objectivosdo Executivo angolano.

Mais água potável
O município de Chicomba foi contemplado com a construção de um sistema de captação e distribuição de água
potável nas quatro comunas.
Chicomba é um município que faz fronteira a norte com o município de Caconda, a sul com a Matala, a sudoeste com Cacula, a este com Chipindo, Jamba e a noroeste com Caluquembe.
Tem uma população estimada em 131.807 habitantes, onde as actividades principais são a agricultura,
criação de gado e comércio.