Os trabalhos de recuperação e melhorias das principais vias do casco urbano da cidade de Ondjiva, província do Cunene, constam da carteira da direcção provincial das Obras Públicas na circunscrição, paramelhorar o trânsito rodoviário. Segundo uma nota de imprensa a que a Angop teve acesso, a recuperação dessas vias apontam para cerca de 25 quilómetros de estradas, sendo vias alternativas nos bairros do Pioneiro Zeca, Bangula, Cafitu, Castilhos, Caculuvale, Ekuma, Cashila I e II.
O programa de recuperação dessas vias é de subordinação do Ministério da Construção e Obras Pública, que neste momento encontra-se em fase de estudo e elaboração do projecto.
Essa iniciativa vai dar outra imagem aos bairros da cidade de Ondjiva e melhorar a qualidade de vida da população residente na capital da província do Cunene.

Cunene recupera 400 km
Por outro lado, o Programa de Reconstrução Nacional já permitiu a recuperação definitiva de 400 quilómetros de estradas na província do Cunene, dos mil e 374 quilómetrospor reabilitar na região.
Segundo a Angop, a descrição do projecto compreendeu a reabilitação das vias entre Ondjiva/Santa-Clara, Humbe/Cahama, Omala/Cuvelai, Cahama/Otchinjau, Cahama/Chivemba e Ondjiva/Humbe.
A melhoria dessas vias está a permitir maior circulação de pessoas e bens, diminuição dos custos de transportes nos serviços intermunicipais e interprovincias, melhoria no escoamento da produção agrícola e crescimento da actividade económica.

Obras para 2019
Recentemente, o ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida, anunciou, no município da Cahama (Cunene), para 2019 a reabilitação dos 75 quilómetrosdo troço Otchinjau/Oncócua.
O governante, que falava à imprensa local no balanço da visita à província do Cunene, sublinhou que a obra terá início no próximo ano, sendo que foram reabilitados 60 quilómetros do troço Cahama/Otchinjau, o que irá permitira ligação à vila de Oncócua,
no município do Curoca.
Manuel de Almeida disse que a reabilitação desse troço é importante pelo potencial pecuário e em recursos minerais que
existe no município do Curoca.
A par desse troço, o governante informou que constam também da projecção a reabilitação da via Xangongo/Calueque, numa
extensão de 87 quilómetros.
Durante a sua estadia no Cunene, o ministro da Construção e Obras Públicas visitou as obras de reabilitação do troço Ondjiva/Omala, em curso desde Junho de 2017, numaextensão de 80 quilómetros.
O governante inteirou-se da recuperação da estrada nacional 372, que liga a cidade de Ondjiva à localidade histórico-cultural de Cuamato,no município de Ombadja.
Manuel Tavares de Almeida constatou o estado dos troços Calueque/Chivemba, bem como o projecto de construção de 450 casas no município de Ombadja.