Todas as organizações buscam a melhoria contínua através de novas e eficazes ideias. A reinvenção dos seus produtos é uma das possibilidades, assim como o redesenho de processos com vista à economia de tempo. Se obedecidos estes princípios, os gestores de topo procurarão identificar oportunidades de crescimento para as suas empresas. Todo o gestor procura identificar o maior número de ideias criativas, aproveitando assim o potencial do seu grupo de trabalho.

Nesta busca, todo o gestor experimenta a dor de ter que perseguir novas ideias através de sessões tradicionais de “brainstorming”, um método comum em todo o mundo, em que um grupo de trabalho se reúne com o intuito de gerar e explorar o potencial comercial de novas ideias.

Tendo em conta esta evidência, apresenta-lhe uma nova metodologia de trabalho o “brainsteering”, que exige mais preparação do que o “brainstorming” tradicional, mas cujo resultado final é mais vantajoso, proporcionando: melhores ideias em situações de negócio em que é necessário reinventar produtos e serviços, atrair novos clientes, redesenhar processos mais eficientes ou reduzir custos.

Para captar novas ideias, recomenda-se o “brainsteering”, técnica que garante maior garantia de sucesso, se se seguir os sete passos descritos:
1- Conheça a filosofia para tomar de decisões: uma das razões que faz com que muitas ideias nascidas não vinguem prende-se ao facto estas irem para além da área de competências da empresa;
2- Faça as perguntas certas: pesquisas revelaram que estas sessões, pouco estruturadas em que se procura obter o maior número de ideias criativas, não são eficazes;
3- Escolha as pessoas certas: estas podem responder ao que lhes será perguntado. Por mais óbvio que lhe pareça, não é o que tem acontecido em muitas ocasiões;
4- Dividir para conquistar: para garantir discussões proveitosas evite manter os participantes, nas sessões de “brainstorming”, fechados numa sala durante longas horas;
5 – Prepare o grupo de trabalho: após os participantes terem chegado, oriente-os para que as suas expectativas sobre o que eles devem ou não realizar sejam alcançadas;  
6- Envolva-os; no fim do dia um dos subgrupos deve produzir cerca de 15 ideias interessantes que mereçam ser exploradas;
7- Não deixe o tempo passar: as decisões saídas do encontro deverão ser comunicadas tempestivamente. As decisões da empresa devem ainda estudar minuciosamente as ideias apresentadas e após uma reflexão conjunta apresentar-se as conclusões saídas desse encontro.