A sigla CEO significa Chief Executive Officer em inglês ou Presidente do Conselho de Administração (PCA) na tradução mais próxima em português. Trata-se de um termo originalmente utilizado no mundo anglo-saxónico, na esfera do campo de negócios, mas hoje é utilizado no mundo todo. Este termo é equivalente a outros, sendo considerados director e presidente executivo os mais comuns.
O CEO é um cargo de responsabilidade na organização de empresas ou multinacionais, pois é a pessoa que tem a função de presidir uma entidade com uma dimensão executiva. Em outras palavras, é quem ostenta
a direcção de uma empresa.
Neste sentido, ele é líder de uma corporação e a sua função principal é optimizar todos os processos de uma entidade, a fim de conseguir a maior rentabilidade. Dessa forma, poderíamos comparar as suas características com as de um maestro, já que este coordena as diferentes áreas de uma empresa: os recursos humanos, o marketing, a produção, as relações internas e externas e outras.
Principais funções
Ele é o responsável por estabelecer uma linha de acção orientada ao sucesso, como criar o plano da empresa, supervisionar o trabalho dos seus colaboradores directos, ou seja, dos vários chefes de cada área, estabelece as metas que devem ser alcançadas a curto, médio e longo prazos.
Além disso, promove os valores da empresa que representa, resolve os conflitos que têm dimensão estratégica, sincroniza o trabalho em equipa e é a ligação entre os investidores de uma entidade e uma equipa com funções específicas da empresa.
Não existe um perfil único, mas é possível sim mencionar algumas características. Em primeiro lugar, é preciso ter conhecimentos sólidos relacionados à gestão empresarial. É aconselhável ter uma formação geral e não excessivamente especializada. Naturalmente, é necessário conhecer a fundo o sector empresarial em que se está a operar. Além de conhecimentos técnicos e experiência, deve ser alguém com certas qualidades: carisma, empatia, compromisso e confiança.