O retorno sobre investimento é uma das preocupações fundamentais quando o assunto é inovação. Por mais que entendam a importância de inovar, a maioria dos gestores de empresas relutam em investir em projectos inovadores e querem saber como, no fim das contas, esse investimento trará algum retorno. Essa preocupação, mais do que legítima, deve ser vista por dois aspectos: risco de ficar para trás e ousadia do investimento.
Tendo em vista que inovar é preciso, mas que não pode colocar a empresa em risco financeiro, há uma série de metodologias que ajudam a minimizar os impactos de apostar num projecto inovador. Antes mesmo de começar um projecto, nós, da Certi, desenvolvemos todo um planeamento focado em entender o mercado, os custos, riscos, tempo e retornos financeiros. Para cada cliente e cenário existem diferentes actores no processo.
No entanto, alguns passos para diminuir o risco e determinar o retorno sobre investimento da inovação e aqui recomendamos dois deles:
1. Estimar o mercado - Começar um projecto sem antes analisar com detalhes onde esse produto vai se encaixar depois de pronto é, no mínimo, arriscado;
2. Entender as premissas do projecto
A depender do produto, o retorno sobre investimento pode ser muito diferente quando se leva em conta algumas premissas. Exemplo disso é o material utilizado para fabricação da peça em questão. Já no planeamento inicial, é necessário prever o impacto que os diferentes materiais podem ter no custo final e, consequentemente, no retorno sobre investimento.