Dentro da área financeira de uma empresa há diversos sectores, como os departamentos de controlo, fiscal e a tesouraria. Juntos, estes cuidam da contabilidade da empresa até a gestão de caixa e análise de lucratividade do negócio. Cada uma dessas áreas tem a sua própria importância. Entretanto, o sector de tesouraria é um grande auxiliar no cumprimento do planeamento financeiro do empreendimento.
Por sua vez, a tesouraria é responsável pela gestão da utilização do dinheiro da empresa. Isso quer dizer que é a tesouraria que realiza a gestão de caixa do empreendimento — fazendo os pagamentos, transferências e recebimentos pertinentes, com os devidos registos. Por isso, este sector é um dos que mais conhecem o funcionamento e a situação de toda a empresa — tanto do ponto de vista financeiro quanto do ponto de vista operacional.
Cada sector da área financeira de um negócio tem uma função específica. O departamento de controlo é a responsável pela administração da contabilidade do empreendimento, mediante planeamento. A área fiscal, por sua vez, é responsável pelos tributos da empresa. Com isso, estes profissionais devem emitir notas fiscais, pagar os impostos devidos e acompanhar as mudanças na legislação com relação aos tributos. Já a tesouraria tem como função administrar o caixa do negócio e, até mesmo, alocar valores determinados pelo planeamento estratégico financeiro em investimentos. No fundo, a tesouraria desempenha a função de gestora financeira de curto prazo da empresa. Dessa forma, directa ou indirectamente, todas as áreas da empresa terão algum vínculo com a tesouraria.

Funções e tarefas
A tesouraria é responsável por movimentar parte dos activos circulantes da empresa. Por isso, cabe a ela direccionar o dinheiro de forma a assegurar a manutenção e viabilidade de todos os negócios. Algumas das actividades sob a responsabilidade da tesouraria são: rotinas de crédito e cobrança, que implica em analisar cadastro de clientes e administrar duplicatas. A gestão das contas a pagar também faz parte do trabalho da tesouraria. Isto implica em controlar as cobranças bancárias, os descontos e o que é devido, de modo geral.