É claro que há muitas apostas e, provavelmente, uma boa quantidade delas será colocada em prática. Mas, para começar, vamos nos concentrar em três tendências para os negócios em 2018:
1. As empresas devem dar mais propriedade aos funcionários – real ou psicológica. É comum ouvir executivos, empreendedores e empresários compartilharem a sua frustração em relação aos melhores talentos, porque não há uma proposta clara de crescimento. Esse desafio também pode ocorrer em grandes companhias, quando os movimentos são limitados pelas restrições de mercado ou por outros factores;
2. As equipas virtuais continuarão a expandir-se. O facto é que as empresas estão envolvidas em descobrir maneiras de ajudar essas equipas virtuais a sentirem-se mais conectadas entre si e com a organização. E novas ideias sobre o assunto devem surgir nos próximos meses;
3. O processo de contratação sofrerá mudanças. Não faz muito tempo, Abby Cheesman, co-fundadora da empresa de vídeos para recursos humanos Skill Scout, lembrou que houve pouca inovação na contratação de profissionais desde o início da internet. É hora de promover algumas mudanças. E, entre elas, está a evolução das questões culturais e baseadas em valores no processo de entrevista.
Integrar os seus valores no processo de contratação não precisa ser algo complexo. Pode incluir apenas adicionar algumas perguntas ao seu protocolo de entrevista padrão.