Cerca de 2.286 projectos ligados ao ramo da agricultura deram entrada no Gabinete Provincial de Desenvolvimento Económico e Integrado do Bié, sendo que deste número, apenas 26 foram aprovados e aguardam financiamento do Ministério da Economia e Planeamento, no âmbito do subprograma de apoio ao crédito (PAC).
Segundo a directora do Gabinete de Desenvolvimento Económico e Integrado, Elsa Sandambe, no leque dos projectos, as associações e cooperativas foram os que apresentaram a documentação completas.
Quanto aos 26 projectos que transitaram para o Ministério da Economia e Planeamento, Elsa Sandambe ressalta que estão inscritos a produção agrícola, avicultura e outros produtos ligados à cesta básica, tendo garantido que nos próximos dias, o processo de financiamento estará completo à favor dos agentes económicos.
O volume de solicitações dos agentes com actividades económicas na província do Bié é crescente, tendo adiantado que têm manifestado interesse em serem financiados os projectos, mas contudo, muitos desses apresentam ainda incongruências documentais.
“Os nossos agricultores estão informados sobre os benefícios de acesso aos sub-programas de Produção diversificada das Exportações e Substituição das Importações (PRODESI)”, sublinhou a directora.
Apontou que um dos benefícios, no caso dos agricultores, é a facilidade que terão na comercialização dos produtos, fruto do acordo existente com os órgãos de Defesa e Segurança, que passarão a consumir parte de toda a produção.