Cerca de 80 mil cabeças de gado bovino, das 400 mil concentradas nas áreas de transumância na província do Cunene, foram vacinadas contra o carbúnculo hemático, dermatite nodular e peripneumonia contagiosa, desde 01 de Agosto até agora.
Em declarações à Angop, o director do Gabinete da Agricultura, Pecuária e Pescas, Pedro Tibério Tutaleni, disse que a campanha conta com doses suficientes para vacinar o número de animais em áreas de transumância.
Cunene dispõe de um milhão de cabeças de gado, afectadas pela seca que assola a região, desde Outubro de 2018, que já matou cerca de 30 mil animais, entre bovinos, caprinos e suínos, nos municípios do Curoca, Cuanhama, Ombadja, Namacunde, Cuvelai e Cahama.
A província tem como principais áreas de transumância Cafima, Cubate, Mupa, Chivemba, Canganda, Mucupe, Sopia e Chipa.
Dados do serviço veterinário no Cunene, mostram que nos últimos três meses deste ano, foram registados nas referidas zonas de transumância, a morte de 161 bovinos com carbúnculo hemático e peripneumonia contagiosa.

Aumento do policiamento

Por seu turno, o governador da província do Cunene, Vigílio Tyova, pediu, recentemente, em Ondjiva, o aumento do policiamento nos três corredores de transumância criados na região, para impedir o roubo do gado a sobreviver nessas zonas.
Disse que a medida é urgente para se combater este mal que coloca mais pobre os criadores que fazem o sacrifício de andar centenas de quilómetros para levar o gado em zonas de pasto, a fim de escaparem
da seca que assola a região.
A província do Cunene enfrenta, desde o mês de Outubro de 2018, uma acentuada seca que afecta 880 mil e 172 pessoas e um milhão de cabeças de gado, e já matou cerca de 30 mil animais.