A Organização Não Governamental, Acção para o Desenvolvimento Rural e Ambiente (ADRA), em Malanje, está a levar a cabo um processo de identificação de iniciativas locais para a elaboração de sub-projectos que visam beneficiar as associações camponesas, com

as quais a instituição trabalha.
Falando durante uma conferência de imprensa na cidade de Malanje, que serviu para o lançamento dos encontros municipais das comunidades, a terem lugar no município do Quela, o director-geral da Adra, Fernando Santos, revelou que no ano passado, o Banco Sol financiou quatro, das 51 associações de camponeses, tendo em conta os
valores do fundo do micro-crédito.
No âmbito da campanha agrícola 2019-2020 estão a ser identificados sub-projectos que vão ser financiados pelo Banco Sol com o qual tem articulado várias das suas acções no domínio agrícola.
Destacou a importância das caixas comunitárias, resultantes das boas práticas agrícolas consubstanciadas em micro-créditos, acções de formação e de troca de experiências entre os camponeses e que tem permitido a aquisição mensageira, entre outros meios de rendimento das famílias.

Legalização de terras

Fernando Santos defendeu a necessidade premente de acções mais abrangentes a nível multisectorial para resolver o problema da burocracia na legalização de terras comunitárias que considerou como a fonte de sobrevivência de muitas famílias.
Os encontros municipais das comunidades que decorrem desde o dia 11 que se prolongam até 19, no município de Calandula contam com a participação de associações de camponeses, núcleos, fóruns, quadros das administrações municipais e gestores públicos vai permitir o
intercâmbio de experiência.
Os camponeses vão apresentar as suas preocupações, na perspectiva de um futuro promissor na solução, bem como a solução de vários problemas, que lhes afligem como, a educação, saúde, mobilidade, o acesso ao crédito, entre outros.
Os encontros municipais vão abordar também, as boas práticas que são o resultado de uma série de acções que a Adra realiza a favor das comunidades.
As iniciativas vão servir de antecâmara dos encontros provinciais e nacionais daquela Organização Não Governamental.
Diferente dos anos passados, este ano, a Adra vai alargar as áreas de intervenção para as populações camponesas dos municípios de Cahombo e Mucari. O encontro vai servir de balanço e realinhamento das acções da organização, associações e cooperativas agrícolas.