Uma média de mil e setenta e seis passageiros por dia passaram pelo aeroporto Maria Mambo Café, em 2018, avançou à Angop o director de estatísticas da Empresa Nacional de Navegação Aérea (ENANA), Santos Kizua.
Em breves declarações à Angop, Santos Kizua indicou que, comparativamente ao ano de 2017, houve um aumento de 199 passageiros de diferentes nacionalidades, com destaque para os nacionais.
Frisou ainda que a capacidade de recepção do aeroporto de Cabinda é de, aproximadamente, duas mil pessoas tendo em conta o movimento das aeronaves.
Quanto ao movimento das aeronaves no aeroporto de Cabinda neste mesmo período, 2018, as estatísticas apontam para a média de 13 voos dia, que atingiram a cifra diária de 1.076 passageiros.
Operam no aeroporto de Cabinda as companhias TAAG, Eli Malongo, SJL e SONAIR, estando fora das operações para esta província a AIR-GT, AIR-GUICANGO e AIR-26, cujas razões são desconhecidas pela ENANA.
A pista do aeroporto Maria Mambo Café tem um comprimento de 2.500 metros e serve para aterragem e decolagem das aeronaves tanto nos períodos diurnos como nocturnos e na zona da placa podem estacionar duas aeronaves do tipo Boeng-737 para além de três de tipo médio de 12 a 17 lugares.
O edifício, que existe desde 1997, necessita de trabalhos de restauro nas áreas de climatização, salas de embarque (partidas e chegadas), áreas de restaurantes e serviços, melhoramento das condições técnicas como Raio-X, balanças de pesagem de bagagens, computadores de registo de check-in.