A circulação na auto-estrada entre os municípios do Nzeto e Soyo, na província do Zaire, vai ser efectivada, a partir do próximo mês, anunciou, na passada sexta-feira, no Soyo, o governador local, José Joanes André.
Em declarações à imprensa, após um encontro com os moradores dos bairros Kikudo e Nona, periferia do Soyo, o governante assegurou estarem reunidas as condições para a circulação de pessoas e mercadorias deste ponto da província do Zaire para o resto do país, através da auto-estrada, com a conclusão dos trabalhos de asfaltagem das duas faixas de rodagem, das quatro previstas no projecto.
“Podemos dizer que o nosso sofrimento chegou ao fim, porque a partir de Setembro já poderemos viajar para Tomboco, Nzeto, Mbanza Congo e Luanda, numa estrada devidamente asfaltada e com todos os serviços técnicos”, referiu.
Informou que nesta primeira fase, a estrada tem 12 metros de largura, com duas faixas de rodagem de 3,75 metros em cada sentido e um metro de berma.
A execução das obras está subdividida em troços e está a cargo de algumas empresas nacionais e estrangeiras. Os trabalhos foram retomados em Janeiro de 2016, cerca de seis anos depois da paralisação.
Recentemente, o director provincial do Instituto de Estradas de Angola (INEA), Manuel Diangani, garantiu que o asfaltamento das duas faixas de rodagem, das quatro previstas na auto-estrada Nzeto/Soyo, província do Zaire, terminam este mês de Agosto.
“A estrada terá 12 metros de largura, com duas faixas de rodagem de 3,75 metros cada sentido e um metro de berma”, explicou a fonte.