A primeira edição da Feira da Batata e do Milho da província do Bié acontece de 8 a 11 de Agosto, no município do Chinguar. Para o evento, está reservado um espaço com 10 mil metros quadrados, quatro naves e um vasto espaço para os expositores e feirantes. Na passada quarta-feira, o governador do Bié, Pereira Alfredo, acompanhado pelo coordenador da feira e também vice-governador provincial, Carlos da Silva, visitaram o local para constatar os preparativos. “Para esta primeira edição da Feira da Batata e do Milho, que vai decorrer aqui no município do Chinguar, estamos a convidar todos os agricultores nacionais para participarem. Estamos a enviar convites aos governos provinciais e esperamos pela participação de todos”, disse o governador. Pereira Alfredo disse que, a escolha do Chinguar para acolher a primeira feira prende-se ao facto de ser um “município com potencial enorme em termos de produção da batata e outras culturas”. Quanto à participação, o governante afirmou que, o evento espera receber mais de 200 expositores de diversos pontos do país. “Estamos a receber várias solicitações de pessoas interessadas em expor aqui os seus produtos e serviços, como a batata, milho e feijão, assim como máquinas agrícolas”, disse Pereira Alfredo. A intenção da realização da feira é incentivar a produção nacional, fazer com que o “nosso camponês tenha um espaço para comercializar o seu produto e, isso vai assegurar um estímulo à própria actividade, gerando renda para as famílias, emprego temporário para a juventude”.

Participação garantida
Todos os municípios da província do Bié estão mobilizados para exporem os seus produtos na feira, durante
os quatro dias de actividade.
“Os nove municípios vão expor aqui as suas potencialidades agrícolas, pois já têm confirmação. A seu tempo saberemos quais serão as quantidades de produtos a serem expostos”, disse o governador Pereira Alfredo.
Ainda no Chinguar, o governador reuniu-se com os produtores locais, com realce para Alfeu Vinevala, fazendeiro e proprietário
da fazenda “Vinevala”.
“Tenho mais de 100 toneladas de milho guardados para expor e comercializar a batata. Além de mim, também existem outros agricultores com muitos produtos para comercializar”, disse o maior produtor de batata rena do Bié, Alfeu Vinevala.