As obras de construção das infra-estruturas sociais da Centralidade da Caála, na província do Huambo, têm conclusão prevista no primeiro trimestre de 2020.
No novo projecto habitacional, cujas obras iniciaram em 2012, constam ainda três centros infantis, dois jardins-de-infância, três escolas primárias, duas do ensino secundário, um instituto de formação técnico-profissional, um Centro de Saúde e um Complexo Desportivo.
O director em exercício do Gabinete Técnico e Infra-estruturas do Planalto Central, João Banga, que falava à margem da visita do Vice-Presidente da República, Bornito de Sousa, disse tratar-se do sistema de fornecimento de energia eléctrica e da estação de tratamento de água potável, esta, a partir do rio Kunhoñgomama, na entrada Huambo/Caála.
À margem da visita do Vice-Presidente foi explicado que a falta do título de direito de superfície está a inviabilizar a infra-estruturação do Pólo de Desenvolvimento Industrial da Caála, província do Huambo, implementado numa área de mil e 129 hectares.
Bornito de Sousa foi à Caála para constatar a execução das políticas de governação local e de combate às assimetrias regionais, bem como o grau de implementação dos projectos estratégicos desenvolvidos localmente.
Já na ombala de Wuambu Kalunga, o Vice-Presidente foi saudado pelas autoridades tradicionais do sector do Muangunja, responsáveis por todo o acervo cultural de Wuambu Kalunga e conservadores da sua linhagem genealógica.
Acompanhado da governadora da província do Huambo, Joana Lina, recebeu explicações sobre o mítico caçador e a sua histórica da região, na voz do soba grande do Muangunja, Gilardo Firmino.