Uma máquina de descasque de arroz, com capacidade para processar mil e 400 quilogramas/hora, foi entregue segunda-feira aos camponeses associados na comuna da Cambândua, 52 quilómetros a Sudoeste da cidade do Cuito, província do Bié, pelo governo da província.
A máquina, avaliada em 13 milhões de kwanzas, foi entregue pelo governador provincial, Pereira Alfredo, para quem o investimento incentivará os camponeses a aumentarem as áreas de cultivo de arroz.
A máquina vai permitir que os camponeses de 28 associações deixem de preparar o arroz usando almofarizes.
Elias Tchilinguepata, administrador da comuna da Cambândua disse na ocasião, que a máquina vai permitir o descasque de uma quantidade de arroz acima de 106 toneladas na presente campanha agrícola, mais 50 em relação à época transacta.
A comuna da Cambândua tem 17 mil, 365 habitantes, distribuídos em 79 aldeias. O cultivo de arroz foi retomado em 2001, depois da paralisação desde 1980, devido à guerra.
Na presente campanha agrícola, foram cultivados 130 hectares para a produção de arroz, sendo 50 para multiplicação de sementes e 80 para a produção.
Por outro lado, o Governo disponibilizou 133 mil milhões de kwanzas destinado a potenciar os operadores económicos do país, com vista a relançar as empresas e impulsionar o Programa de Apoio à Produção, Diversificação das Exportações e Substituição de Importações (Prodesi), segundo a coordenadora para as províncias do Huambo e Bié, Luzia Pedro.