A conclusão das infra-estruturas sociais da centralidade do Zango oito mil acontece no final deste ano, estando o arranque da venda das moradias
previsto para o princípio de 2018.
O facto foi revelado, na passada sexta-feira, em Luanda, à imprensa durante uma constatação das obras pela ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, durante a qual a governante constatou que a entrega das moradias está a depender da conclusão de infra-estruturas como acesso rodoviário, valas de drenagem, saneamento básico, redes de água e energia eléctrica.
Na ocasião, a ministra apelou aos empreiteiros maior engajamento na finalização das obras.
A ministra explicou que as habitações estão concluídas, mas para serem entregues precisam que todas as infra-estruturas estejam concluídas.
A centralidade do Zango oito mil vai contar com duas estações de tratamento de águas residuais com capacidade para mais de quatro mil metros cúbicos por dia.
A construção da infra-estrutura teve início em meados do corrente ano e decorre em simultâneo com a instalação do canal de escoamento de águas pluviais na via principal de acesso à centralidade.
O projecto Zango oito mil possui cerca de duas mil 480 moradias, mil 480 isoladas, mil e 300 geminadas e dois mil 597 prédios com tipologia T2, T3 e T4.