A produção e distribuição de energia eléctrica, no município da Ganda, sudeste da cidade de Benguela, vai melhorar nos próximos três meses, com a instalação de uma central térmica interligada à subestação local, soube a Angop.
Com capacidade para produzir oito megawatts, a central térmica a ser instalada na Ganda, será acoplada a dois grupos geradores para servir de fontes alternativas em caso de falhas de energia fornecida a partir das barragens hidroeléctricas do Lomaum ou do Ngove.
Em declarações a Angop, o encarregado das obras na Ganda, Pedro Faustino, informou que o sistema conta com um posto de transformação, para permitir o alargamento da rede de distribuição.
Por seu turno, o administrador municipal da Ganda, António Kalianguila confirmou à Angop, a implementação e execução deste projecto que visa o aumento da capacidade de produção e melhoria do fornecimento de energia eléctrica às populações da região. O administrador exortou os consumidores de energia ao cumprimento das suas obrigações, comparticipando através do pagamento do consumo.
Actualmente, o município da Ganda beneficia de energia eléctrica, com muitas restrições, fornecida por dois grupos geradores, com capacidade de 240 a 550 KVA.