Cerca de 566 hectares estão preparados, no município do Chitembo, província do Bié, para a cultura de diversos produtos, no âmbito da
campanha agrícola 2017/2018.
Deste número, 75 hectares foram preparados de forma mecanizada, 164 por tracção animal e 327 de forma manual, disse o administrador do município,
Daniel Mucanda Chilunda.
Para o presente ano agrícola Chitembo possui 297 toneladas de fertilizantes, diversos tipos de sementes e instrumentos de produção (enxadas,
catanas, limas e outros).
Entretanto, o administrador aconselhou os responsáveis comunais e as autoridades tradicionais no sentido de acompanharem o desempenho dos camponeses assim como desencorajá-los na venda de insumos agrícolas distribuídos pelo governo.

Chuvas intensas

Culturas como milho, mandioca, batata-doce, ginguba e outras foram destruídos pelas chuvas acompanhadas de fortes ventos e de granizo que caíram sobre o município do Chitembo, província do Bié, a informação é da administradora municipal adjunta
do Chitembo, Celestina Nacomo.
Em declarações à Angop, a gestor disse que, além das culturas, a chuva causou a morte de animais, como coelhos, cabras do mato, cobras e pássaros.
Para resolver a situação, disse Celestina Nacomo, a administração local já criou uma comissão técnica, através dos serviços de protecção civil, com vista a saber os danos reais das chuvas, assim como encontar mecanismos de apoio aos afectados, caso seja necessário.
O sector da agricultura no Chitembo controla
77 associações e 12 cooperativas.
São culturas da população o milho, feijão, mandioca, hortaliças diversas, e se dedicam à criação de animais, à caça e à pesca continental.
O município do Chitembo ocupa uma superfície de 19 mil 998 quilómetros quadrados e tem uma população de 68 mil 581 habitantes, maioritariamente camponesa.