Escola Cidadela Jovem de Sucesso, no município de Mucari,a 54 quilómetros a Leste da cidade de Malanje, destinada a produção agrícola e artes e ofícios, está a produzir diariamente 1.700 ovos, que já são escoados para o mercado nacional, segundo o seu director Nelson Kilola.
O projecto que arrancou em Setembro do ano passado, e com uma capacidade para acolher 180 formandos, é essencialmente agrícola está a ministrar também os cursos de electricidade, carpintaria, serralharia,
com a duração de nove meses.
A escola concebida pelo Ministério da Administração Pública conta com 19 técnicos locais que trabalham em três aviários com capacidade para 1.300 galinhas cada.
O director da Escola Cidadela Jovem de Sucesso, Nelson Kilola disse que neste momento existem 1.1830 galinhas poadeiras (que produzem ovos), e
110 em fase de crescimento.
Para além da produção de ovos há a produção agrícola com produtos como beringela, gengibre, repolho, tomate
e outras plantas hortícolas.
Independentemente dos outros cursos, frisou, o de agronomia é frequentado por todos os formandos já que o projecto
é essencialmente agrícola.
A escola, que tem uma capacidade para 180 alunos, é frequentado nesta altura por um primeiro grupo de 60 alunos. O responsável lamentou a falta de condições para recrutar alunos de outros municípios da província devido a dificuldades de transporte.
O director exclareceu que estão em pleno funcionamento dois aviários com galinhas poadeiras que produzem 1.700 ovos dia, acrescentando que a produção semanal pode satisfazer a procura do mercado. “Este investimento do estado é inteligente já que o país tem menos escolas do género e se for abrangente a todos os municípios será mais valia a força de trabalho pode ser encontrada a nível
local”, realçou Nelson Kolola.
A produção de ovos é vendida nas empresas como, Restaurante Telma Fashion, Triângulo, em Malanje, e outra parte tem sido comercializada a nível da comunidade local e na capital do país.
“Estamos a mostrar que podemos fazer muita coisa e daqui a pouco teremos muitos aviários e os consumidores não vão faltar ovos para contribuir na dieta alimentar e contribuir na saúde de crianças” Segundo fez saber ainda Nelson Kilola, durante os nove meses de produção foram colocadas à disposição do mercado seis toneladas de produtos diversos, com realce para os ovos.

Benguela
Campanha agrícola 2018 com boa safra de produção

A Campanha agrícola 2018/19 atingiu 390 mil 850 toneladas de produtos diversos das 447 mil 659 inicialmente previstas, deu a conhecer o chefe de departamento provincial da Agricultura, Pecuária e Pescas, Gabriel Martinho.
O responsável reconheceu que esta cifra significa uma redução de 13 por cento das previsões iniciais, mas, o sector teve mais áreas cultiváveis em comparação a campanha anterior, tendo sido cultivados 15 mil 667 hectares, mais, quatro por cento em relação a anterior época, o que não teve reflexos na produção devido, entre outros factores, a irregularidade das chuvas e as pragas.
No que tange a produção, revelou, que o milho teve um rendimento de 113.750, massambala 7.468, feijão 14. 059, ginguba 2.620, mandioca 46.375, batata-doce 48.666, produtos hortícolas uma produção de 34.579, o ananás 120 mil toneladas, entre outras.
Importa realçar que a província de Benguela com inúmeros campos propícios para o cultivo de cereais, hortícolas e frutícolas, foi desde os tempos idos, considerada um dos celeiros de Angola, não obstante, as mudanças climáticas, as chuvas irregulares e pragas que se registam ultimamente, estarem a causar vários constrangimentos e prejuízos aos agricultores.