Os empresários do ramo agrícola, na província do Zaire, consideraram, em Mbanza Congo, elevado o custo de um kit das Brigadas de Mecanização Agrícola (BMA) a serem cedidas aos agentes locais por via de um concurso público.
Segundo noticia a Angop, a província do Zaire beneficiou de três Brigadas de Mecanização Agrícola, num total de 30 tractores de rodas, igual número de grades de 20 discos e 15 charruas de quatro discos, no âmbito de um programa do Executivo.
Cada brigada de mecanização agrícola, composta por 10 tractores de rodas, igual número de grades de 20 discos e cinco charruas de quatro discos custa o equivalente a kz 172,8 milhões. Estes meios foram adquiridos pelo Executivo para incentivar e dinamizar o processo de criação de competências no sector privado, cujo trespasse deverá ser feito por via de um concurso público.
Cada um dos potenciais beneficiários deverá pagar, como valor de entrada, o equivalente a 20 por cento do valor global de cada kit, devendo o remanescente ser amortizado num período de cinco anos à razão de 20 por cento por ano.

Utilidade
O secretário da Assembleia de Mesa da Confederação das Associações de Camponeses e Cooperativas Agro-Pecuárias de Angola (UNACA) no Zaire, Sousa Pedro Rodrigues, sugeriu ao Ministério da Agricultura e Florestas rever os custos e os mecanismos de atribuição destes meios.
Nenhum membro da UNACA ou empresário do ramo agrícola na província está em condições financeiras de pagar uma brigada mecanizada, frisando ser de opinião, que a venda fosse feita