O município está a realizar uma feira agro-pecuária para assinalar os 50 anos da vila. A feira agro-pecuária que visa incentivar e dinamizar a produção no município do Dala, na província da Lunda Sul, foi aberta ontem, quinta-feira, pelo governador em exercício, Evanerson Kaputu.
O evento que marcou as festividades dos 50 anos de elevação da circunscrição à categoria de vila terá a duração de cinco dias e conta com a participação de 60 expositores provenientes das comunas do Cazage e Luma Cassai.
Entre os produtos expostos, destacam-se a mandioca, ananás, cenoura, abacate, repolho, couve, feijão verde, abóbora, jinguba, batata-doce, inhame, cebola, tomate, bombô, entre outros.
Estão igualmente expostos alguns animais e aves, carne seca e peixe fresco, bem como algumas obras literárias, discográficas e artesanais.

Atrair investimento
Ao intervir na cerimónia de abertura, o administrador municipal do Dala, António Muvundeno disse que a feira visa promover o potencial agrícola que o município dispõe, contribuindo deste modo, para a atracção de investimentos privados.
Incentivou os agricultores no sentido de continuarem a trabalhar, diversificando as suas culturas, assegurando que a administração, vai envidar esforços no sentido de garantir apoio material e semente para dinamizar a actividade na região.
Constituído pelas comunas de Dala, Cazage e Luma Cassai, o município é limitado a Norte pelo município de Saurimo, a Este pelo Muconda, a Sul pelas regiões de Lumeje, Camanongue e Moxico, e a Oeste, pelo município de Cacolo, sendo a sua população estimada em 26 mil e 753 habitantes.