A partir de amanhã (sábado), os cidadãos contemplados no sorteio para as habitações na centralidade do Zango 5 vão receber mensagens para o início das entrevistas e entrega das chaves nos próximos 90 dias.
Segundo a ministra do Ordenamento do Território e Habitação, Ana Paula de Carvalho, que falava à imprensa, à margem da abertura do sorteio para a aquisição de residências no Zango 5, acto realizado em Luanda, a próxima fase consiste em convocar os candidatos para se averiguar a veracidade dos dados/documentos fornecidas à Imogestin.
A ministra esclareceu que na eventualidade de existir um maior número de excluídos ao longo das entrevistas, a instituição vai dar lugar para mais um sorteio, no leque dos 155.041 restantes da primeira fase.
A governante aproveitou, igualmente, a ocasião para tranquilizar aqueles que não forem contemplados nesta fase, tendo anunciado para breve a abertura de novas inscrições para as centralidades, tanto em Luanda bem como no resto do interior do país.
Destacou que o programa nacional de habitação tem como objectivo primordial garantir o acesso a moradias condignas e, economicamente, acessíveis a toda a população.
Por sua vez, a ministra da Juventude e Desportos, Ana Paula Sacramento Neto, disse que 70 por cento dos concorrentes são jovens, com menos de 40 anos de idade, sendo que boa parte deles “terão o seu problema resolvido”.

Mais-valia


O director do Gabinete das Tecnologias de Informação e Comunicação do Ministério do Ordenamento do Território e Habitação, Mateus Garcia, explicou que o sistema informático usado para o primeiro sorteio público foi desenvolvido por uma equipa multidisciplinar de peritos informáticos do seu Gabinete, da universidade Católica de Angola bem como do Ministério das Telecomunicações e Tecnologias de Informação.
Revelou que o programa foi concebido para fazer face ao défice habitacional nas zonas urbanas e reduzir as intensas disputas de terrenos em todo o território nacional.