O governador do Cuando Cubango, Júlio Bessa, constatou, recentemente, as obras abandonadas desde 2010, da Estrada Nacional (EN-140), no troço que liga a comuna do Caiundo (Menongue) à sede municipal do Cuangar, num percurso de 259 quilómetros.
Apesar das empresas de construção civil “Teichmann” e o consórcio “Decar” receberam a totalidade do orçamento, a execução física está na ordem de 50 a 60 por cento.
Devido às fortes chuvas que caem na região, o trabalho feito sobretudo em alguns troços onde só faltava colocar o tapete asfáltico ficaram bastante degradados e vão obrigar a recuperação da sub-base e base.
Por exemplo à empresa “Teichmann” foi-lhe adjudicada em 2008, o troço rodoviário Caiundo/Savate, num percurso de 143 km e o consórcio Decar foi-lhe consignada 116 km entre Savate/Catuitui/sede municipal do Cuangar.Durante o percurso que Júlio Bessa fez na estrada nacional 140 foi informado da adjudicação da empreitada em 2008 às duas empresas angolanas para a sua reabilitação, mas que abandonaram as obras em 2010 mesmo depois de terem recebido quase na totalidade o valor do orçamento, deixando no local apenas estaleiros de máquinas velhas e inoperantes.
O governador considerou importante a estrada, por ser um troço internacional que permite ligar a cidade de Menongue com os municípios do Cuangar, Calai, Dirico e o Bico de Angola, assim como países como a Namíbia, Botswana, Zâmbia e África do Sul, que abastecem os principais supermercados e estabelecimentos comerciais na região.
Júlio Bessa visitou também o ponto de travessia entre a sede municipal do Cuangar e a localidade namibiana de Nkurenkuru, tendo orientado a reposição da jangada para facilitar a transportação de pessoas e bens, com destaque para as trocas comerciais no quadro das boas relações entre as duas regiões.

Acções para o desenvolvimento
Incentivou a população a desenvolver trabalhos de artesanato com traços da cultural local, como forma de atrair turistas, associadas à definição e implementação de planos urbanísticos e de recolha de resíduos sólidos, para a melhoria da imagem das vilas e aldeias dos municípios, obedecendo as normas dos planos directores e ordenamento do território.
O governador manteve encontros com as populações da comuna do Savate e Bondo-Caíla que solicitaram a retomada urgente das obras de reabilitação do troço rodoviário Caiundo/Cuangar, uma vez que o mesmo constitui a principal malha rodoviária para o desenvolvimento socioeconómico dos municípios da orla fronteiriça e o melhoramento das condições de vida dos munícipes.