A primeira Feira da Batata e do Milho que o município do Chinguar (Bié) está a realizar, perspectiva um volume de negócio de kz300 milhões.
Falando durante a abertura do evento, que aconteceu ontem,8, o governador do Bié, Pereira Alfredo, disse que a Feria serve para a realização de grandes negócios a nível da província.
“Temos aqui expostos diversos produtos, como por exemplo, 722 toneladas de milho, 469 de batata e 400 de trigo, entre outros”, afirmou.
O governo do Bié pretende incentivar a obtenção de crédito aos agricultores para impulsionar a economia e aumentar a produção local.
A ideia é do governador do Bié que pretende advogar o “casamento” entre os agricultores e os bancos.
“Queremos incentivar as iniciativas dos nossos camponeses ao crédito. Pretendemos advogar este casamento entre os produtores e a banca”, garantiu Pereira Alfredo.

Campanha agrícola 2018-2019
O governo do Bié apoiou 1.149 camponeses na campanha agrícola 2018-2019, e fruto deste apoio a província colheu 521 mil toneladas de produtos diversos.
Para ele, o maior desafio agora é ver instaladas na província pequenas, médias e grandes unidades industrias de processamento.
O governante prometeu maior investimento no sector agrícola, já que segundo o que sublinhou o “maior diamante do Bié é a terra”.
Pereira Alfredo garantiu a melhoria de 600 quilómetros de estradas rurais que vai permitir ligar os corredores agrícolas da província.
“Este feito será conseguido dentro de dois anos, no do Programa Integrado de Intervenção aos Municípios”, revelou.
Dados avançam durante os três dias da exposição serão comercializados 512.475 toneladas de produtos diversos.

Produtores aproveitam
O fazendeiro Alfeu Vinevala garantiu ao JE que espera vender durante a Feira, cerca de 500 toneladas de milho e 180 de batata.
A fazenda “Vinevala” tem, actualmente mais de 230 hectares de trigo para ser colhido até Setembro.
Na ocasião revelou que está a fazer contactos com a Losomat para a aquisição de uma máquina de colheita de trigo.

Potencialidades
O município do Chinguar tem uma extensão de 3.300 quilómetros quadrados, e 117 mil e 470 habitantes, foi elevada à categoria de cidade a 15 de Agosto de 1971.O Chinguar possui grandes extensões de terras aráveis e um clima temperado que permite agricultura durante todo o ano.
Na região, tem-se verificado o cultivo três vezes ao ano desse tubérculo, com o recurso à água por meio do sistema de irrigação.
O cultivo da batata rena é mais frequente no tempo do Cacimbo, que vai de Abril a Outubro, devido a fraca incidência de doenças nesta época.
No acto da abertura estiveram presentes os vice-governadores do Huambo, José Cornélio, e do Namibe, José António, bem como do director Nacional da Agricultura, António Sozinho.