O sector hoteleiro do Uíje registou, nos últimos 15 anos, um crescimento quantitativo ao contar actualmente com 107 unidades, entre hotéis, pensões e hospedarias, das quais 79 em pleno funcionamento.
Segundo o director do Comércio, Hotelaria e Turismo, Bosseke Mansony, que falava, recentemente, à Angop, a cerca dos avanços verificados no sector nestes 15 anos de paz, em 2002 a província contava apenas com quatro unidades hoteleiras de pequeno porte, pertencentes à Emprotel.
Bosseke Mansony referiu que, além das unidades existentes, a província conta com outras unidades em obras, num total de dez, sendo nove
hotéis e uma hospedaria.
Enfatizou que a entrada em funcionamento destas infra-estruturas contribuirá para o número de camas a nível da província.
“Em relação a unidades similares, a província conta com 347 unidades similares contra 57 anteriores, assim como temos 27 restaurantes que oferecem diversos serviços, contra oito que funcionavam até 2002”, esclareceu.
Segundo o responsável, um total de 714 quartos estão à disposição. Antes a capacidade de atendimento era apenas de 147.
O sector está a contribuir, deste modo, na redução do desemprego e conta com uma força de trabalho de 763 funcionários de diversas áreas.
“Em todas estas unidades garantem um total de 2.011 mesas”, pontualizou.
Quanto a camas, disse, houve uma redução, atendendo o actual momento económico, comparando com o ano de 2015, período em que funcionavam 1.962, mas actualmente o sector conta com 1.007 camas”, ressaltou.