Os administradores municipais da província do Huambo foram exortados a melhorarem o desempenho na execução de diversos projectos estruturantes, com realce para o Programa Integrado de Desenvolvimento Local, Combate à Pobreza (PIDLCP).Segundo o vice-governador para o sector Político, Económico e Social, José Cornélio, que orientava a V Sessão Ordinária da Unidade Técnica de Combate à Pobreza destacou que os gestores públicos, devem prestar atenção aos procedimentos de monitorização e prestação de contas, na execução dos programas integrados de combate à pobreza, por meio de relatórios mensais e trimestrais, uma forma de ajudar também o Executivo no seu programa de combate à pobreza.Na qualidade de coordenador provincial José Cornélio admitiu que é possível assegurar o alinhamento da execução local, das tarefas identificadas, como prioridade pelos administradores municipais, visando a uma maior focalização e intensidade, capaz de contribuir para aceleração de forma sustentável.“A intenção é melhorar o nível e a qualidade de vida das populações que se encontram em situação de vulnerabilidade, com base nas políticas de inversão, de forma paulatina, do impacto negativo da pobreza,” explicou.

Propósito de melhorar
José Cornélio realçou ainda que a execução eficiente desse processo exige que os administradores municipais sejam mais dinâmicos e rigorosos na actuação, com o propósito de melhorar a qualidade de vida das populações.
Por sua vez, a secretária geral do governo da província do Huambo, Emília Beatriz Sopa Salomão, sublinhou que os administradores municipais devem se engajar mais no acompanhamento da implementação do programa que está a ser executado desde o início deste ano.