A Infrasat, unidade de negócios da Angola Telecom arrebatou o prémio de melhor empresa africana na categoria de serviço de transporte de dados por satélite (GSM Backhaul), correspondente à edição do SatCom 2014.

A distinção contempla um diploma e um troféu, num evento organizado anualmente pela Terrapinn, entidade responsável pela organização do certame, cuja cerimónia de entrega de prémio teve lugar na cidade de Joanesburgo, África do Sul no passado mês de Maio.

A unidade de negócios de Angola torna-se na primeira empresa nacional a vencer o principal galardão do prestigiado evento, depois de ter sido nomeada finalista em 2012 entre as três melhores no continente.

A SatCom é uma iniciativa da Terrapinn, órgão reitor das telecomunicações via satélite do continente, e reúne as mais prestigiadas empresas do sector com o objectivo de avaliar o estado das telecomunicações em África e propor as melhores soluções de forma integrada, no domínio das novas tecnologias da comunicação e informação via satélite.

O júri do evento ”SatCom Star Awards”, constituído por especialistas do sector, incluindo o secretário-geral da Global VSAT Fórum, decidiu distinguir por unanimidade a empresa angolana por se constituir numa solução que contribui activamente para a expansão dos serviços das operadoras móveis e outros projectos dependentes de interligação em tempo real  em diferentes regiões.

O administrador da Angola Telecom para a área das operações e comunicações via satélite, Manuel António, disse que o prémio representa o empenho do Executivo pelo projecto gizado em 2008, criando a Infrasat como unidade de negócio.

Segundo o administrador, o reconhecimento da INFRASAT a nível do continente representa mas valia e facilitará redobrar os esforços de toda a mão-de-obra ligada ao projecto que de certo modo vai contribuir para a melhoria das comunicações em todo o território.

“ Tem a importância de transmitir serviços no sector das telecomunicações porque tem a capacidade de fornecer serviços de voz e de dados para todo o país e países fronteiriços. Temos os nossos serviços em todo o continente processam uma chamada como se estivessem em Luanda”.

 Com todo o potencial de produtos que tem na sua carteira e tendo em vista os outros investimentos que estão a ser feitos para o novo satélite, vão ainda potenciar o negócio da Infrasat, Assim como vai permitir mais disponibilidade de comunicações, melhorando desta forma a comunicação em todo o país. A Infrasat unidade de negócios da Angola Telecom abarca um universo de 100 trabalhadores.