A implementação do sistema pré-pago pela Empresa de Água e Saneamento do Bié (EASB) está a contribuir par o aumento das receitas nos últimos dois meses, assegurou o presidente do Conselho de Administração (PCA) da firma Menezes Chamale.
Cerca de 2.800 contadores foram instalados na centralidade “Horizonte”, no Cuito, que possui um sistema de captação de água independente, para satisfazer às necessidades dos moradores.
A centralidade do Cuito, bairros Militar, Azul I e II e Njele são as localidades que já possuem contadores de água para melhor gestão e arrecadação de receitas.
Anteriormente, o consumo de água feito pelas populações não correspondia com a taxa de pagamento e os gastos feitos na manutenção dos meios existentes nas captações de fornecimento deste líquido.
Aclarou que “as empresas de água a nível nacional são autónomas e devem fazer o sacrifício de manter o abastecimento deste líquido diariamente às populações”.

Tarifa
Menezes Chamale detalhou que o cliente, anteriormente pagava uma taxa de 1.800 kwanzas por mês, independentemente da quantidade de água que consumia, mas actualmente, paga a quantidade do líquido consumido.
Em relação à taxa implementada no valor de 4.500 kwanzas/mês, o PCA da ESA disse que teve início há dois meses, com a instalação de contadores na centralidade do Cuito e alguns bairros periféricos.
A tarifa é estipulada na base dos estudos feitos pelo Instituto Regulador do Sector Eléctrico e de Água (IRSEA) que faz o estudo dos custos de produção, nível de vida das populações e a complexidade dos sistemas de água para cada província.
A existência de sistemas de água diferentes desde os que não necessitam de grupos geradores, combustível, por distribuírem a água com gravidades e outros utilizarem vários produtos químicos para tornar a água salutar para os consumidores, diferencia na taxa de pagamento.
Menezes Chamale informou que, a tabela de preço existente está legal e foi publicado no Diário da República e aprovado no Conselho de Ministros através do decreto executivo conjunto número 230/18 de 12 de Junho de 2018, que aprova os tarifários de consumo de água em cada província.
Os moradores dos bairros azul I e II, Njele e militar vão depender da nova captação de água do bairro Cuquema e, já possuem também contadores para melhor gestão do líquido.