Cem lotes de terra, dos 868 disponíveis no bairro Ndala Muleba, foram entregues, na passada terça-feira aos munícipes do Dande, província do Bengo, para auto-construção dirigida, visando a concretização do “sonho da casa própria”.
A entrega simbólica dos lotes foi feita pela governadora provincial do Bengo, Mara Quiosa, depois dos beneficiários, organizados em diversas associações juvenis, terem cumprido com as assinaturas dos termos de concessão de espaços.
Numa primeira fase, estão disponíveis lotes de terra num espaço de 70,6 hectares, dos quais 20 hectares estão loteados para a devida execução, sendo que os interessados receberão terrenos de 20/25 e 20/30 metros quadrados.
Na ocasião, o representante do Conselho Municipal da Juventude do Dande, Ambrósio de Lemos Madeira, frisou que este gesto do Governo do Bengo constitui um começo que deve e tem de ser aproveitado no sentido de valorizar o esforço do Estado para a inclusão da juventude no Plano de Desenvolvimento Nacional.
A governadora do Bengo explicou que a entrega atende às solicitações feitas pelos jovens no fórum de auscultação à juventude realizado no município do Ambriz, visando solucionar uma das principais preocupações dos jovens e das comunidades no geral.
Assegurou que o governo local vai acompanhar e fiscalizar as obras que serão erguidas nesta localidade, por forma a obedecer a estrutura arquitectónica do projecto, acatando a construção das casas modelos definidas do tipo T2, T3 e T4.
O projecto vai beneficiar jovens interessados dos seis municípios da província (Dande, Ambriz, Nambuangongo, Dembos, Bula
Atumba e Pango Aluquém).