Mais de 500 jovens, com idades entre os vinte e trinta anos, concluíram na passada terça-feira, no município do Lobito, em Benguela, vários cursos técnico-profissionais básicos, proporcionados pelo Centro de Formação JA Rubem.
Segundo apurou a Angop, durante 45 dias, os jovens frequentaram diversos cursos, com destaque para a informática, frio e climatização, secretariado-geral, contabilidade geral, culinária e jornalismo.

Adesão massiva
Falando no acto de entrega de certificados aos finalistas, o director do Centro de Formação JA Rubem, Constantino Dalas, disse ter havido uma adesão massiva dos jovens no Lobito, devido à estratégia da instituição de proporcionar cursos sem fins lucrativos, para habilitar os formandos para a inserção no mercado de emprego.
Constantino Dalas adiantou ter sido a primeira vez que o centro, com sede em Luanda desde 2015, estendeu as suas acções formativas para o Lobito, mas que o nível de aproveitamento dos alunos correspondeu às expectativas.
Fez saber que o plano de formação incluiu visitas e estágios em empresas no Lobito, ocasião que serviu para os alunos aliarem a teoria com a prática.
Neste âmbito, um grupo de cinco alunos visitou a sub-delegação municipal da Angop no Lobito, com o fito de se inteirar do funcionamento da redacção e trocar experiências com os seus jornalistas sobre a recolha, tratamento e divulgação de matérias sobre a realidade local.
Um dos jovens, Nelson Nhany, está em estágio desde o mês de Janeiro na Rádio Lobito, do grupo Rádio Nacional de Angola, e regozija-se pelo facto de ir ao “terreno” com jornalistas mais experientes, na esperança de ser reconhecido pela sociedade no futuro.