A barragem de Laúca está pronta para entrar em funcionamento a partir da sua primeira turbina de um total de seis existentes. Após testes realizados para aferir a operacionalidade dos equipamentos, espera-se que, como consequência, possa produzir, nesta fase, cerca de 300 megawatts de energia eléctrica para a rede pública.
A obra que faz parte de um conjunto de acções do Executivo angolano, tendentes a dotar o país de infra-estruturas que lhe permitam um desenvolvimento económico e auto sustentação em termos energéticos, garantiu a criação de postos de trabalho directos e indirectos. O enchimento da albufeira teve início a 11 de Março último, em cerimónia presidida pelo Chefe de Estado angolano, José Eduardo dos Santos.
As obras de construção da barragem de Laúca iniciaram no ano de 2012, prevendo-se a sua conclusão para 2018, altura em que se atingirá a marca de dois mil e 70 megawatts com a entrada em funcionamento da totalidade das turbinas. A entrada em funcionamento da barragem vai garantir a redução de custos em combustíveis, antes suportados por alguns governos provinciais para garantir energia eléctrica às populações e o normal desenvolvimento da actividade económica.