A construção de 15 casas sociais, na comuna do Belo-Horizonte, município do Cunhinga, 77 quilómetros a Norte da cidade do Cuito, paralisadas em 2015, por questões financeiras, serão retomadas este ano, segundo a Angop.
O vice-governador do Bié para o sector Técnico e Infra-Estruturas, José Fernando Tchatuvela, disse estar em curso negociações entre as partes (governo e o empreiteiro) a fim de dar seguimento as obras a partir de Novembro.
Disse estarem disponíveis 80 por cento do valor acordado para a conclusão da empreitada. As residências, com a tipologia T3, estão a ser construídas num perímetro de 300 metros quadrados.
Afirmou que além da conclusão das obras no Belo-Horizonte, as autoridades governamentais local, pretendem dar o mesmo tratamento dos demais projectos paralisados, no âmbito do subprograma de 200 fogos habitacionais por município.

Programa habitacional

Ainda no sector habitacional, um total de 2.784 apartamentos da centralidade “Horizonte do Cuito” já foram entregues, na província do Bié, para os cidadãos que concorreram pelo regime de venda ao público livre.
O projecto habitacional horizonte do Cuito prevê a construção de seis mil residências.
Nesta primeira fase, conta com mil 922 apartamentos, 252 moradias térreas e 611 moradias de dois pisos erguidas, além de registar a construção de 138 lojas, bem como do sistema de abastecimento de água potável e a ligação do sistema eléctrico público e os acessos viários.