Cerca de oito mil milhões de dólares norte-americanos poderão ser investidos na província de Malanje, nos próximos tempos, no sector da Hotelaria e Turismo, com vista a alavancar a economia local, anunciou na passada quarta-feira, o coordenador da Associação de Hotelaria, Turismo, Restauração e Similares de Malanje (ATURHOMA), Fernando de Carvalho.
De acordo com o responsável, a iniciativa é de empresários estrangeiros, de quem a Aturhoma já recebeu garantias, esclarecendo que a verba será disponibilizada em função das propostas a serem apresentadas por empresários de Malanje, que devem dar igualmente primazia aos sectores da banca, agricultura e saúde, enquanto factores cruciais para a criação de uma cadeia turística que se pretende.
Falando na 1ª reunião provincial de auscultação sobre turismo, hotelaria e restauração, promovida pela referida associação, Fernando de Carvalho, frisou que o investimento poderá gerar três mil novos postos de trabalho, através da criação de quatro empresas de apoio ao sector turístico.
Por outro lado, incentivou o empresariado nacional a apostar no sector turístico, por entender ser uma das saídas para retirar o país da excessiva dependência do petróleo, sem descurar o apoio da banca dos projectos neste sentido.
Por sua vez, o vice-governador de Malanje para o sector político, social e económico, Domingos Eduardo, sublinhou o impacto deste sector na economia de qualquer país e reiterou a necessidade de um árduo trabalho multissectorial.
Segundo disse, Malanje dispõe de condições para ser transformado em “Zona de desenvolvimento económico acelerado”, a julgar pelo seu potencial agro-industrial, energético e turístico.