O Ministro de Estado para a Coordenação Económica, Manuel Nunes Júnior, defendeu ontem, em Luanda, que o sector das Pescas e do Mar deve envidar esforços para que a média anual de captura marinha saia das actuais 480 mil toneladas para 614 mil.
Manuel Nunes Júnior falava na abertura da 3ª edição da Feira Internacional das Pescas, do Mar e da Aquicultura que decorre sob o lema “Pescas e Mar: Revitalizar o sector, Rumo ao Desenvolvimento” garantiu que o Executivo vai tomar as medidas necessárias para o aumento da produção do peixe.
O ministro adiantou que a produção anual do peixe seco no país está estimada em cerca de 32 mil toneladas, cifra ainda insuficiente para fazer face às reais necessidades do país.
Para ele, o fabrico de conservas apresenta ainda uma produção incipiente, com uma media anual de quase 170 toneladas.

Produção do sal
Quanto à produção, o governante revelou que tem apresentado uma média anual acima das 100 toneladas, facto que coloca o país muito próximo da auto-suficiência.
Com esta cifra, segundo Manuel Nunes Júnior, o país já não necessita recorrer à importação do sal alimentar grosso ou de cozinha para abastecer
o mercado interno.
As unidades de produção de sal existente no país, disse, dão emprego a mais de 2.000 pessoas, cifra esta com tendência para aumentar.
Manuel Nunes Júnior garantiu apoio do Estado aos empresários, de modo a torná-los cada vez mais competitivos e fortes.

Oportunidades de negócios
Por sua vez, a ministra das Pescas e do Mar, Maria Antonieta Baptista, disse na ocasião, que a Feira Internacional das Pescas e do Mar, que conta com a participação de mais de 100 empresas, é uma oportunidade para partilha de saberes e oportunidades de negócios, bem como o reforço da coesão entre os sectores público e privado.
Disse que o primeiro navio de investigação oceanográfica “Baía Farta” vai contribuir para a conservação e utilização de forma mais sustentável dos oceanos, mares e recursos pesqueiros do país.
A feira termina no Dimingo, 1, e junta vários operadores do sector que poderão durante estes dias, criar várias parcerias nos diversos segmentos.