O Executivo vai, através do Ministério da Agricultura e Florestas, concretizar, por meio de um programa específico, a construção de um matadouro industrial, uma preocupação antiga da Cooperativa dos Criadores de Gado do Sul de Angola (CCGSA), garantiu o ministro
Marcos Alexandre Nhunga.
O titular da pasta da Agricultura e Florestas disse, recentemente, no Lubango, que a província da Huíla já há muito reclamava de um matadouro para esta região que se acha ser justo.
Disse que ao longo dos tempos, foram criados alguns matadouros em muitas regiões que, comparativamente com a região da Huíla, que ostenta maior capacidade, não teve esse privilégio.
“Estamos a procura do financiamento para que se possa construir o matadouro, na província da Huíla. Garantimos, desde já aos empresários que vamos resolver esta problemática”, informou.
Esclareceu que é um compromisso assumido pelo Executivo e está-se a encontrar mecanismos fiáveis para a instalação do matadouro na província da Huíla.

Parceria estratégica
O Executivo vai criar, em parceria com os empresários, infra-estruturas sanitárias que vão facilitar a assistência técnica ao gado do sector familiar.
O governante assegurou que o Ministério vai trabalhar também para melhorar a alimentação e proporcionar uma nutrição aceitável ao gado.
Por outro lado, o ministro da Agricultura e Florestas disse que há muita falta de maneio e gestão, não só no sector familiar, mas também a nível da classe empresarial, daí que, ao se ter as pessoas formadas, o trabalho
vai estar mais facilitado.
Explicou que a nível da Direcção do Instituto dos Serviços Veterinários já existem quadros colocados em programas específicos, principalmente nas áreas de suinicultura, bovinicultura e infra-estruturas, que vão interagir com os empresários, para a realização de um trabalho mais produtivo.
Dados do Ministério da Agricultura e Florestas indicam que a produção de carne no país, até Novembro de 2017, foi de 11.693.700 quilos de vaca (bovina), 2.517.022 de frangos, 1.861.056 de suína, 1.405.665 de caprina e 372.705 de ovinos, perfazendo um total de 17.850.157 kg de carne. AM