A construção de uma ponte mais robusta e com maior capacidade para a ligação rodoviária entre Luanda/Bengo, foi considerada urgente, terça-feira, em Luanda, pelo ministro da Construção e Obras Públicas, Manuel Tavares de Almeida. O ministro fez este pronunciamento, à margem da visita de constatação da comissão multissectorial para a implementação do projecto de transformação do antigo edifício da AN em Palácio da Música e do Teatro e da Requalificação das Instalações da Tourada, do Teatro Avenida e do Cine Nacional, coordenada pela ministra da Cultura, Carolina Cerqueira. Segundo o ministro, este anúncio da construção da nova ponte naquela localidade, surge em função do risco de desabamento e pelo mau estado de conservação da antiga, que está a dificultar o normal funcionamento rodoviário na região. Referiu que a ponte foi construída em 1968, dimensionada para capacidade e suporte daquela altura, mas que actualmente devido ao peso dos veículos e por falta de conservação e manutenção ao longo desse período, acabou por romper-se alguns pendurais do tabuleiro da ponte. Disse que para minimizar as dificuldades actuais na circulação rodoviária, autorizou-se mesmo com alguns riscos a utilização de uma das faixas de rodagem da ponte, enquanto a outra onde aconteceu o incidente encontra-se interrompida, facto que leva ao constrangimento na actual circulação rodoviária. Adiantou já haver uma solução técnica que está a ser calculada, e elaborado o projecto que com muito risco em 15 dias poderá se colocar os reforços metálicos para voltar a restabelecer o tráfego nessa ponte. Manuel Tavares de Almeida referiu que vai ser elaborado um cronograma onde serão estabelecidos todos os trabalhos que a comissão vai desenvolver.