Luísa Marta moradora da centralidade do Kilamba considera que a feira lhe proporcionou formalizar um contrato com uma empresa ligada ao ramo de segurança e compra de material para uma manutenção eficaz da casa.
“A feira foi uma oportunidade que nos proporcionou ver de perto muito material para conservar-mos melhor às nossas casas”, destaca.
Jorge Gombo também morador, conseguiu formalizar contactos para a prestação de serviços de pintura, limpeza e aquisição de material para ter o aposento mais limpo. Quase todos os contactados solicitam a repetição do evento no Kilamba.

Mais habitação
A Centralidade do Kilamba (Luanda) foi inaugurada em Julho de 2011, conta com uma população estimada em 120 mil habitantes, alojados em 20.002 apartamentos, distribuídos em 710 edifícios, sob gestão da imobiliária Imogestin.
Ocupando uma área total aproximada de 1.000 hectares, conta com equipamentos sociais, tais como 24 jardins-de-infância, nove escolas primárias e oito secundárias, dois parques comunitários e uma praça central, além de áreas de lazer.
Existem edifícios de 5, 9, 11 e 13 andares, com apartamentos do tipo T3, T3+1 e T5. As fases posteriores de construção prevêem uma maior diversificação com a inclusão de moradias térreas.
A criação de infra-estruturas urbanas internas, como a rede viária e acesso à rede eléctrica e de iluminação pública, o abastecimento domiciliar de água potável, a drenagem de águas residuais e pluviais, a rede de telecomunicações e os trabalhos de paisagismo, ocuparam parte importante do trabalho de concepção e execução.