O operador de granito Carlos Alberto disse que não havia muita necessidade de impedir o transporte de granito por via rodoviária.
Para ele, o que se deveria fazer é responsabilizar as empresas que faziam-no sem o cumprimento das regras.
“Em caso de danificar a estrada, o empresário ou proprietário da mercadoria deveria ser obrigado a pagar uma multa”, contou.

Produção de rochas
A produção de rochas ornamentais na Huíla em 2017 cifrou-se em 36 mil e 168 metros cúbicos, representando 103 mil 298 toneladas.
Dessa quantidade, 34 mil 334 metros cúbicos foram exportados através do Porto do Namibe para Portugal, Espanha, Alemanha, Itália, China e Índia, gerando receitas de cinco milhões 726 mil 717 dólares, contra os sete milhões, 922 mil 443 dólares de 2016.
AM com Agência