A Parceria para a Transformação Agrícola Inclusiva (PIATA) foi lançada esta semana em Abidjan, na Côte d’Ivoire, para aumentar rendimentos e melhorar a segurança alimentar de 30 milhões de pequenos agricultores em 11 países africanos até 2021, noticou a Pana.
Orçada em 280 milhões de dólares, a Piata é uma iniciativa das Fundações Bill e Melinda Gates e Rockefeller e da Agência para o Desenvolvimento Internacional dos Estados Unidos (USAID).
A parceria destes doadores está conforme a Declaração de Malabo, adoptada em 2014 pelos chefes de Estado e de Governo da União Africana (UA) a favor do financiamento acrescido para a transformação agrícola no continente.
O director-geral do Escritório regional África da Fundação Rockefeller, Mamadou Biteye, revelou que juntos esperam contribuir para o alcance do objectivo de prosperidade de
África através da agricultura.
Por sua vez, o director-executivo da divisão crescente mundial e oportunidades da Fundação Bill e Melinda Gates, Rodger Voorhies, acrescentou que a Piata é uma plataforma interessante que vai ajudar os países a tomarem a boa direcção na transformação agrícola. Para o adjunto principal do administrador do gabinete de segurança alimentar da Usaid, Sean Jones, esta parceria oferece um mecanismo inovador para ultrapassar obstáculos.