A sede da comuna de Pungo-a-Ndongo, município de Cacuso, província de Malanje, será transformada, nos próximos tempos, numa área privilegiada para a prática de turismo religioso, tendo em conta as potencialidades ambientais que a região dispõe, informou, recentemente, naquela localidade, o governador, Norberto dos Santos “Kwata Kanawa”. Ao intervir na missa de encerramento da IV edição da “Peregrinação ao Santuário da Nossa Senhora do Rosário”, o governador provincial adiantou que serão construídas, na vila de Pungo-a-Ndongo novas infra-estruturas de apoio ao turismo religioso, com vista a atrair mais turistas nacionais e internacionais e, consequentemente, gerar receitas para os cofres do Estado.
A par disso, “Kwata Kanawa” fez saber que as famílias residentes na sede e na administração local serão transferidas para um outro local.
“Essa medida visa, igualmente, aproximar a população que ainda reside neste local aos serviços sociais básicos, na medida em que percorrem longas distâncias para ter acesso aos mesmos”, justificou.
O governante reafirmou a intenção do governo provincial de construir um novo santuário na localidade, com vista a homenagear os heróis do Reino do Ndongo, assim como a padroeira “Nossa Senhora do Rosário”, tendo, no entanto, lembrado estar em curso um estudo de viabilidade para a materialização deste projecto.
Deu a conhecer a retomada do projecto de construção do memorial heróis do Reino do Ndongo, Matamba e Cassanje, na zona de Muculo-a-Ngola, onde estão sepultados os restos mortais da Rainha Njinga Mbande e do Rei Ngola Kiluanje.