O controlo e redução de perdas nos sistemas públicos de abastecimento de água para melhorar o fornecimento a nível da cidade de Saurimo, capital da Lunda Sul, é o grande desafio da Empresa Pública de Águas de Saurimo (EPAS).

Segundo um documento da empresa, está em forja um conjunto de acções através de um plano estratégico de redução de perdas de água.
A fonte indica que o município de Saurimo possui aproximadamente 400 mil habitantes e em termos de abastecimento de água, conta com uma Estação de Tratamento sobre o rio Chicapa, inaugurada em 2010, e com uma capacidade de produção de 290 metros cúbicos por hora, o que para as nossas necessidades representa apenas 12 por cento.
A cidade, antes era servida por Estação de bombagem localizada na nascente do rio Luavur e que actualmente serve para abastecer os camiões cisternas que revendem na periferia onde a nossa acção não se faz sentir.
A rede hidráulica é mista entre aço galvanizado, PVC e PPR com uma extensão de 72 quilómetros. A malha de aço galvanizado por ser colonial e a de PVC devido à fraca qualidade do material, têm apresentado muitas rupturas na rede hidráulica, daí derivando enormes perdas de água.

Plano estratégico
A empresa conclui que a maior percentagem de perdas reais é devida a fugas, sendo que na larga maioria dos casos estas devem-se a falhas que ocorrem durante as várias fases do sistema de abastecimento.
“Torna-se necessário um controlo efectivo das perdas devido a fugas nas várias condições operacionais, que implicam não só encargos financeiros como o desperdício da água”, frisa a fonte.
O projecto prevê a criação de zona de medição e controlo, gestão de pressões (modelação da rede), localização de fugas (equipamentos, campanhas nocturnas, visíveis) bem como intervenções na rede (localizadas e planeadas).
A Lunda Sul, localizada no Nordeste de Angola, tem uma extensão de 77 mil quilómetros quadrados, com uma população estimada em mais de 500 mil habitantes, maioritariamente a viver no município de Saurimo.
A província tem um enorme potencial hídrico, estando cercada pelos rios Chiumbué, Cassai, Luachimo, Chicapa e outros de menor dimensão.
As acções para a redução de perdas nos sistemas de abastecimento de água resultam no incremento da performance, levando tarifas mais baixas à população.
Do ponto de vista ambiental, destaca a fonte, o controlo das perdas reais em rede é fundamental para a preservação das fontes, já que a água (adequada ao uso humano) é um bem escasso nas regiões de maior consumo.