A informação foi avançada esta semana em Malanje pelo embaixador extraordinário e plenipotenciário do Japão em Angola, Hironori Sawada, à saída de uma audiência com o governador da província de Malanje, Norberto dos Santos, com quem abordou essa possibilidade.
De acordo com o diplomata, o projecto, cujo detalhe não avançou, está em estudo e será financiado pela Agência Internacional de Cooperação do Japão (AICJ).
Hironori Sawada explicou que além da produção de algodão no futuro, a província de Malanje já se beneficia de um projecto de desminagem levado a cabo pela ONG - Ajuda Popular da Noruega (APN), destinado a limpeza de espaços para a prática da agricultura e construção de infra-estruturas.
Conforme lembrou, no quadro das relações multilaterais entre os dois países, Angola implementa com apoio japonês projectos de agricultura, educação, saúde, infra-estruturas, energia e desminagem, os quais estão em curso em várias províncias, através da linha de financiamento da AIC do Japão.